Já nos conhecemos?

Four agile ceremonies, demystified

Dan Radigan Dan Radigan

Reuniões, ou "cerimônias", são uma parte importante do desenvolvimento ágil. Mas elas são um de vários elementos importantes e não devem ser feitas sem um objetivo. (É tentador adicionar cerimônias a um projeto cascata e chamá-lo de "ágil", mas isso levará você a lugar nenhum.)

Vamos dar uma olhada em cada uma das cerimônias ágeis e entender como elas capacitam a equipe e conduzem desenvolvimento ágil. 

Observação: várias dessas cerimônias vêm da prática de scrum , que é uma abordagem iterativa e focada no tempo para implementação ágil. Os conceitos por trás dessas cerimônias podem ser aplicados a outras formas de métodos ágeis, como kanbanou um método enxuto. "Sprint" é um termo específico do scrum. Outras formas de método ágil usam um termo mais genérico, "iteração", para indicar um período de desenvolvimento focado no tempo. 

PLANEJAMENTO DO SPRINT

Participantes: equipe de desenvolvimento, scrum master, proprietário do produto

Quando: no início de um sprint.

Duração: normalmente uma hora por semana de iteração–por exemplo, um sprint de duas semanas começa com uma reunião de planejamento de duas horas.

Estrutura ágil: scrum. (As equipes kanban também planejam, mas não seguem um cronograma de iteração fixo com planejamento de sprint formal)

Finalidade: o planejamento de sprint prepara toda a equipe para ter êxito durante o sprint. Ao participar da reunião, o proprietário do produto terá uma lista de pendências de produto priorizada. Eles discutem cada item com a equipe de desenvolvimento e o grupo, coletivamente, estima o esforço envolvido. Então, a equipe de desenvolvimento faz uma previsão de sprint detalhando a quantidade de trabalho que consegue concluir da lista de pendências de produto. Essa parte do trabalho se torna a lista de pendências de sprint.

Pro Tip:

Use a reunião de planejamento de sprint para analisar os detalhes do trabalho que precisa ser feito. Encoraje os membros da equipe a esboçar as tarefas para todas as histórias, erros e tarefas de um sprint. Promova discussões e obtenha consenso sobre o plano de ação. O planejamento efetivo aumenta significativamente as chances de êxito da equipe de atender os compromissos do sprint. 

Reunião rápida diária

Participantes: equipe de desenvolvimento, scrum master, proprietário do produto

Quando: uma vez por dia, normalmente pela manhã.

Duração: não mais que 15 minutos. Não reserve uma sala de conferências nem conduza a reunião rápida sentado. Ficar em pé faz com que a reunião seja rápida.

Estrutura ágil: Scrum e Kanban.

Finalidade: a reunião rápida é projetada para informar a todos rapidamente o que está acontecendo em toda a equipe. Não é uma reunião de status detalhado. O tom deve ser leve e divertido, mas informativo. Peça que os membros da equipe respondam às seguintes perguntas:

  • O que fiz ontem?
  • No que trabalharei hoje?
  • Meu trabalho está com algum obstáculo?

Há uma responsabilidade implícita ao relatar o trabalho concluído ontem na frente de seus colegas de trabalho. Ninguém quer ser o membro da equipe que está constantemente fazendo a mesma coisa e não progride. 

Dica profissional:

Algumas equipes usam cronômetros para que todos mantenham o ritmo. Outras equipes jogam uma bola entre todos para certificar-se de que todo mundo está prestando atenção. Muitas equipes distribuídas usam videoconferência ou bate-papo em grupo para lidar com problemas ocasionados pela distância. Sua equipe é única. Sua reunião rápida também deve ser.

Revisão de iteração

Participantes:

Obrigatório: equipe de desenvolvimento, scrum master, proprietário do produto
Opcional: partes interessadas do projeto

Quando: no final de um sprint ou marco.

Duração: 30-60 minutos.

Estrutura ágil: scrum e kanban. Como no planejamento, o processo de revisão das equipes kanban deve estar alinhado com os marcos da equipe em vez de usar uma frequência fixa.

Finalidade: a revisão de iteração é um momento para mostrar o trabalho da equipe. Elas podem ser feitas de modo casual, como "sextas-feiras de demonstração", ou com uma estrutura de reunião mais formal. Esse é o momento para a equipe celebrar as conquistas, demonstrar o trabalho finalizado na iteração e obter feedback imediato das partes interessadas do projeto. Lembre-se: o trabalho deve ser totalmente demonstrável e atender a barra de qualidade da equipe para ser considerado concluído e pronto para revisão. 

Pro Tip:

Na Atlassian, usamos uma abordagem casual para revisões de sprint, dando uma sensação de comemoração. Nossa reunião é feita ao redor da mesa de alguém da equipe e vemos demonstrações dos novos recursos. Não é incomum ouvir aplausos pelo escritório. 

Retrospectiva

Participantes: equipe de desenvolvimento, scrum master, proprietário do produto

Quando: no final da iteração.

Duração: 60 minutos.

Estrutura ágil: scrum e kanban. Equipes scrum fazem retrospectivas de sprint com uma frequência fixa. As equipes Kanban também podem se beneficiar de retrospectivas ocasionais.

Finalidade: ser ágil significa obter feedback rápido para tornar o produto e a cultura de desenvolvimento melhores. As retrospectivas ajudam a equipe a entender o que funcionou bem – e o que não funcionou.

As retrospectivas não não apenas um momento para reclamações sem ação. Use retrospectivas para descobrir o que está funcionando para que a equipe possa continuar a focar nessas áreas. Além disso, descubra o que não está funcionando e use esse momento para encontrar soluções criativas e desenvolver um plano de ação. Melhoria contínua é o que sustenta e impulsiona desenvolvimento dentro de uma equipe ágil e as retrospectivas são uma parte fundamental disso. 

Pro Tip:

Mesmo se tudo estiver correndo bem na equipe, não pare de fazer retrospectivas. As retrospectivas fornecem orientação contínua para que a equipe possa manter tudo correndo bem. 

A agilidade de uma equipe é desenvolvida com práticas sólidas de engenharia, uma abordagem tática e estratégica em relação à mudança e uma ótima colaboração de equipe. As cerimônias ágeis simplesmente facilitam a comunicação na equipe.